UMA FÁBULA DE PEDREIROS LIVRES

Classificar Artigo

Classificar ArtigoEra, 12:00 em ponto e o sol estava à pino, quando mandou os obreiros ao trabalho o irmão segundo vigilante, e a grande obra ganhava mais um dia de suor e labor daqueles valorosos e dedicados obreiros . Como de costume o canteiro estava impecável e a cada peça …

CONSIDERAÇÕES SOBRE AS ORIGENS DO REAA

Classificar Artigo

Classificar ArtigoUm guardião do segredo, do que é sagrado e cujos princípios e molduras do caráter são como a couraça de uma armadura que veste o guerreiro, empunhando a espada da verdade, apontada à escravidão da consciência, às paixões que nos tentam dominar e às vontades que devemos submeter, como …

ADÃO: FOI O PRIMEIRO MAÇOM?

Classificar Artigo

Classificar ArtigoAdão foi o primeiro Maçom? Adão era um legítimo Maçom? Esta intrigante questão, para ser adequadamente respondida, requer o desenvolvimento de uma breve reflexão. O que realmente significa ser um iniciado na Arte Real, seja atualmente, seja em tempos imemoriais, é o verdadeiro enigma a ser decifrado. Se considerarmos …

A MULHER E A MAÇONARIA

Classificar Artigo

Classificar ArtigoA MULHER E A MAÇONARIA Reflexões sobre o 18º Landmark de MacKey 1- A práxis para o estudo de qualquer assunto maçônico envolve o desenvolvimento de uma pequena jornada no tempo e espaço, em busca dos elementos seminais que determinaram a síntese subjetiva que vemos hoje. Toda obra arquitetônica …

AS VIAGENS SIMBÓLICAS DA INICIAÇÃO DO APRENDIZ

Classificar Artigo

Classificar ArtigoA quarta instrução do Grau de Aprendiz trata de vários conceitos e ensinamentos direcionados à sua formação como Maçom, sendo estes de fundamental importância e relevância para o contínuo desbaste de sua pedra bruta e de seu aperfeiçoamento moral e espiritual. Inicia atestando a existência de um Grande Arquiteto …

O SIMBOLISMO DOS INSTRUMENTOS DE TRABALHO DO AP.’. M.’.

Classificar Artigo

Classificar ArtigoOs instrumentos de trabalho do AP.’.M.’. – a Régua de 24 PP.’., o Cinzel e o Maço – representam as três grandes forças da consciência humana: conhecer, sentir e querer; ciência, emoção e atividade; experiência, sentimento e força (GOMG, 2004). Simbolicamente, a Régua de 24 PP.’. representa o conhecimento, …

OS INSTRUMENTOS DE TRABALHO DO PRIMEIRO GRAU DE AP.’. M.’.

Classificar Artigo

Classificar ArtigoO significado filosófico e simbólico dos instrumentos de trabalho do Primeiro Grau de Aprendiz Maçom representa os conceitos fundamentais sobre a vida e o trabalho do homem, a sua natureza tríplice – corpo, mente e espírito. Esses instrumentos – a Régua de 24 PP.’., o Maço e o Cinzel …

NA COLUNA J

Classificar Artigo

Classificar ArtigoO Rei Davi, da tribo de Judá, desejava construir uma casa para Javé (YHWH), onde a Arca da Aliança ficasse definitivamente guardada, ao invés de permanecer na tenda provisória ou tabernáculo, existente desde os dias de Moisés. Segundo a Bíblia, este desejo foi-lhe negado por Deus em virtude de …

GÖBEKLI TEPE: O TEMPLO-CRIADOR DA CIVILIZAÇÃO

Classificar Artigo

Classificar Artigo Desde os primórdios de nossa existência, buscamos incessantemente responder às mais dilacerantes perguntas que agonizam a alma humana. Quem somos, para onde vamos, por que estamos aqui, o que nos move, o que é o universo, são algumas das indagações presentes na mente de cada indivíduo pensante, seja …

O PARADOXO DE EPICURO E O GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO

Classificar Artigo

Classificar Artigo Epicuro de Samos foi um filósofo grego do período helenístico (1). Seu pensamento foi muito difundido e numerosos centros epicuristas se desenvolveram na Jônia (2), no Egito e, a partir do século I, em Roma, onde Lucrécio (3) foi seu maior divulgador. Epicuro nasceu na Ilha de Samos …

EGRÉGIO TRIBUNAL – TRABALHO DO GRAU 31

Classificar Artigo

Classificar Artigo– Onde estamos reunidos? – No Grande Tribunal, onde se distribui equitativamente a Justiça. – Ir.’. Franco-Conde, batem à porta do Grande Tribunal e são Cavaleiros de Kadosch que clamam por justiça e querem ser membros deste Tribunal. Ir.’. Cavaleiro de Kadosch, em que se funda vossa pretensão de …

O TERCEIRO BAIRRO – TRABALHO DO GRAU 29

Classificar Artigo

Classificar ArtigoAO quarto caminho se inicia com a ESPERANÇA e conduz à porta da IMORTALIDADE. O bairro, que se constitui com o terceiro caminho, oferece em seu limite externo a palavra FORTALEZA e, no interno, VERDADE. Acham-se reunidos no bairro da Escultura, materialização sublime do pensamento humano, a exatidão da …

REVOLUÇÃO FRANCESA – TRABALHO DO GRAU 32

Classificar Artigo

Classificar ArtigoRevolução Francesa – Antecedentes, causas, Tomada da Bastilha, girondinos e jacobinos, monarquia constitucional, República jacobina, Robespierre, Burguesia no poder, Napoleão Bonaparte, História da França, Aspectos da economia, Resumo. Referências Bibliograficas. Contexto Histórico: A França no século XVIII A situação da França no século XVIII era de extrema injustiça social …

PREBOSTE E JUIZ – TRABALHO SOBRE O GRAU 7

Classificar Artigo

Classificar ArtigoA função de juiz entre os hebreus remonta ao tempo de Josué e durante o período de dificuldades vivido pelas doze tribos. “Lenda do Grau 7”. Prosseguindo a Lenda de Hiram Abif, a parte do sétimo Grau informa que após a morte de Hiram, o rei Salomão tomou os …