Para que o Portal possa funcionar corretamente, instalamos pontualmente no seu computador ou dispositivo móvel pequenos ficheiros denominados cookies ou testemunhos de conexão.

TRABALHO A.'.M.'.O.'.R.'.C.'. - 1

Votos de utilizador:  / 22
FracoBom 
AddThis Social Bookmark Button

Prefácio

“O homem nada sabe, mas é chamado a tudo conhecer.
Os falsos sábios, reconhecendo a irrealidade comparativa do Universo, imaginaram que podiam transgredir as suas Leis: estes tais são vãos e presunçosos loucos; eles se quebram na rocha e são feitos em pedaços pelos elementos, por causa da sua loucura.
O verdadeiro sábio, conhecendo a natureza do Universo, emprega a Lei contra as leis, o superior contra o inferior; e pela Arte da Alquimia transmuta aquilo que é desagradável naquilo que é agradável, e deste modo triunfa.
O Domínio não consiste em sonhos anormais, em visões, em vida e imaginações fantásticas, mas sim no emprego das forças superiores contra as inferiores, escapando assim das penas dos planos inferiores pela vibração nos superiores.
A Transmutação não é uma denegação presunçosa, é a arma ofensiva do Mestre.
Em qualquer lugar que se achem os vestígios do Mestre, os ouvidos daquele que estiverem preparados para receber o seu Ensinamento se abrirão completamente”. E ainda: «Quando os ouvidos do discípulo estão preparados para ouvir, então vêm os lábios para enchê-los com sabedoria»."

 

INTRODUÇÃO
Lembremo-nos:
Se Lúcifer derrota o Cristo dentro do homem, é culpa do homem.

Quando o homem chega ao máximo da sua cristificação, então haverá sempre a vitória do Cristo e sempre a derrota de Lúcifer, mas a luta continua indefinidamente, por que indefinidamente continua a evolução do homem. A luta é inevitável por que faz parte das Leis Cósmicas, evitável é a derrota do eu-cristico pelo ego-lucifériano do homem. Aliás, toda a razão de ser da existência humana é essa luta de vitória em vitória.

Lembramos sempre que nenhuma creatura pode frustrar os planos do Creador, mas a creatura livre pode realizar ou frustrar o seu destino individual. Lúcifer e Logos estão a serviço dessa evolução, ou involução, desta realização existencial ou frustração existencial do homem.

A felicidade do homem, a sua vida eterna, não consiste numa chegada, mas numa constante jornada em direção certa. Todo o drama do homem gravita em torno do livre-arbítrio. Toda a harmonia cósmica se baseia no equilíbrio dinâmico entre dois pólos evolutivos. Um único homem auto-realizado é maior maravilha do que todas as grandezas do Universo alo-realizadas.

Sem resistência não há evolução.
Lembrai-vos que o Evangelho foi revogado ou adulterado... Aquele a quem eu beijar, prendei-o... Crucificai-o.

O suicídio do primeiro traidor está levando ao suicídio coletivo o cristianismo traidor. Aparecerão falsos cristos, e dirão: sou eu! Farão prodígios e fenômenos espantosos para enganar até os eleitos... Eis que vos pus de sobreaviso!!!

E os três presentes gregos de Lúcifer continuam a dominar os Cristãos...
- Armas para matar os inimigos...
- Política para enganar os inimigos...
- Dinheiro para comprar e vender consciências...


De CAVALEIRO para CAVALEIRO
“Conheça a Verdade e Verdade vos libertará”.

“Em qualquer lugar que se acharem os vestígios do Mestre, os ouvidos daqueles que estiverem preparados para receber o seu Ensinamento se abrirão completamente e ainda, quando os ouvidos do discípulo estão preparados para ouvir, então vêm os lábios para enchê-lo com Sabedoria.”

Dos lábios aos ouvidos a verdade tem sido transmitida a poucos. Sempre existiram, em cada geração e em vários países da Terra, alguns Iniciados que conservaram viva a sagrada chama dos Preceitos herméticos, e sempre empregaram as suas lâmpadas para reacender as lâmpadas menores do mundo profano, quando a luz da verdade começa a escurecer e a apagar-se por causa da sua negligência, e os seus pavios ficavam embaraçados com substâncias estranhas. Existiu sempre um punhado de homens para cuidar do altar da Verdade, em que mantiveram sempre acesa a Lâmpada Perpétua da Sabedoria. Estes homens dedicaram a sua vida a esse trabalho de amor que o poeta muito bem descreveu nestas linhas:

“Oh! Não deixeis apagar a chama! Mantida
De século em século
Nesta escura caverna,
Neste Templo Sagrado!
Sustentado por puros ministros do amor!
Não deixeis apagar esta divina chama “!

Estes homens nunca procuraram à aprovação popular, nem grande número de prosélitos. São indiferentes a estas coisas, por que sabem quão poucos de cada geração estão preparados para a verdade, ou podem reconhecê-la se ela lhes for apresentada. Reservam a carne para os homens feitos, enquanto outros dão o leite às crianças. Reservam suas pérolas de sabedoria para os poucos que conhecem o seu valor e sabem traze-las nas suas coroas, em vez de lançá-las ao porco vulgar, que as enterraria na lama e as misturarias com o seu desagradável alimento mental. Mas esses poucos não esqueceram nem desprezaram os preceitos originais de Hermes, que tratam da transmissão das palavras da verdade aos que estão preparados para recebê-la, a respeito dos quais diz o Caibalion: “Em qualquer lugar que se acharem os vestígios do Mestre, os ouvidos daqueles que estiverem preparados para receber o seu Ensinamento se abrirão completamente” E ainda: “Quando os ouvidos do discípulo estão preparados para ouvir, então vêm os lábios para enchê-los com sabedoria.” Mas a sua atitude habitual sempre esteve estritamente de acordo com outro aforismo hermético também do Caibalion: “Os lábios da Sabedoria estão fechados, exceto aos ouvidos do Entendimento”.

Os que não podem compreender são os que criticaram esta atitude dos Hermetistas e clamaram que eles não manifestaram o verdadeiro espírito dos seus ensinamentos nas astuciosas reservas e reticências que faziam. Porém um rápido olhar retrospectivo nas páginas da história mostrará a sabedoria dos Mestres, que conheciam que era uma loucura pretender ensinar ao mundo o que ele não deseja saber, nem estava preparado para isso. Os Hermetistas nunca quiseram ser mártires; antes pelo contrário, ficaram silenciosamente retirados com um sorriso de piedade nos seus fechados lábios enquanto os bárbaros se enfureciam contra eles nos seus costumeiros divertimentos de levar à morte e à tortura os honestos; mas desencaminhados entusiastas, que julgavam ser possível obrigar uma raça de bárbaros a admitir a verdade, que só pode ser compreendida pelo eleito já bastante avançado no Caminho.

E o espírito de perseguição ainda não desapareceu da Terra. Há certos preceitos herméticos que, se fossem divulgados, atrairiam contra os divulgadores uma gritaria de desprezo e de ódio por parte da multidão, que tornaria a gritar: “Crucificai-os!!! Crucificai-os”!!!

Lembramos sempre que: “Em qualquer lugar que estejam os vestígios do Mestre, os ouvidos daquele que estiver preparado para receber o seu Ensinamento se abriram completamente e quando os ouvidos do discípulo estão preparados para ouvir, então vêm os lábios para enchê-los com Sabedoria”.

De modo que, de acordo com o indicado, só dará atenção a este pensamento aquele que tiver uma preparação especial para receber os Preceitos que ele transmite. E, reciprocamente, quando o estudante estiver preparado para receber a verdade, também este pensamento lhe aparecerá. Esta é a Lei. O Principio hermético de Causa e Efeito, no seu aspecto de Lei de Atração, levará os ouvidos para junto dos lábios e o pensamento para junto do discípulo.

Assim são os átomos!!!

VENI SANCTE SPIRITUS
ET EMITTE COELITUS
LUCIS TUOE RADIUM!
VEM, SAGRADO ESPÍRITO
E ENVIA-NOS DO ALTO DO CÉU
UM RAIO DE TUA LUZ!
 
DA TUIS FIDELIBUS
IN TE CONFIDENTIBUS
SACRUM SEPTENARIUM!
DÁ A TEUS FIÉIS
QUE EM TI CONFIAM
OS SETE DONS DE TUA GLÓRIA!
 
DA SALUTIS EXISTUM,
DA LABORIS MERITUM,
DA PERENNE GAUDIUM.
DÁ A SALVAÇÃO DA EXISTÊNCIA,
O MERECIMENTO DO TRABALHO,
A ALEGRIA PERENE.


À HERMES TRISMEGISTO, à todo povo Cigano, CLÃ CIGANO DO ORIENTE, que em um passado não muito distante, quando até eu duvidei de mim, me deram a mão, me educaram e me ensinaram a crer que ninguém pode me fazer mal a não ser eu mesmo, pois sou o Senhor da minha vida, mas devido a minha ignorância encontro-me momentaneamente escravo. E que toda causa tem um efeito; todo efeito tem uma causa; todas as coisas acontecem de acordo com a Lei; o acaso é simplesmente um nome dado a uma Lei não reconhecida; existem muitos planos de causalidade, mas nada escapa à Lei.

Obrigado!!!

Aproveito para agradecer a toda AGREGOLA ROSA-CRUZ (ORDO ROSAE CRUCIS),e a todo o organismo que mantém vivo os preceitos TEMPLÁRIOS; Salutem Punctis Trianguli!!!

Obrigado pelo que fizeram por mim em tempos pretéritos e o que ainda irão fazer em tempos futuros.

Com os melhores votos de Paz Profunda, sincera e fraternamente.

Júlio Cesar Lobato, C.'.M.'.
Ordem Rosacruz - Brasil