Para que o Portal possa funcionar corretamente, instalamos pontualmente no seu computador ou dispositivo móvel pequenos ficheiros denominados cookies ou testemunhos de conexão.

MAÇONARIA SIMBÓLICA NO BRASIL - OBEDIÊNCIAS E RITOS

Votos de utilizador:  / 23
FracoBom 
AddThis Social Bookmark Button


AS OBEDIÊNCIAS
A Maçonaria Simbólica no Brasil é composta pelas seguintes Obediências bem conhecidas de todos os Maçons (1):

  • Grande Oriente do Brasil;

  • Grandes Lojas Maçônicas (CMSB);

  • Grandes Orientes Independentes (COMAB).

O Grande Oriente do Brasil foi fundado em 17 de junho de 1822 com a divisão da Loja “Comércio e Artes” em mais duas Lojas: “...União e Tranqüilidade, e Esperança de Nichtheroy – para então formar o Grande Oriente Brasílico ou Brasiliano, o primeiro nome do Grande Oriente do Brasil (GOB)” (William, 2010). Atualmente é maior Potência Maçônica da América Latina.

As Grandes Lojas foram criadas pela cisão de 1927, articulada por Mário Behring que havia sido reeleito Grão-Mestre do GOB em pleito fraudado, posteriormente anulado. Após algumas disputas internas, Behring renunciou ao cargo do GOB, mas manteve-se como Soberano Grande Comendador do Supremo Conselho do REAA, cargo cumulativo que também era exercido pelo Grão-Mestre do GOB. Ele já havia, em novembro de 1925, registrado os novos estatutos do Supremo Conselho. Em 17 de junho de 1927 reúne secretamente 13 dos 33 Membros Efetivos do Supremo Conselho e declara sua separação do GOB. Emite a Carta Constitutiva Nr 1 para a Grande Loja da Bahia fundada em 22 de maio de 1927, e a seguir para o Rio de Janeiro e São Paulo. Hoje todos os estados da federação e o Distrito Federal possuem uma Grande Loja.

A COMAB, inicialmente chamada de Colégio dos Grãos-Mestrados, foi criada em 27 de maio de 1973 a partir da cisão dos Grãos-Mestres do Distrito Federal, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Ceará, Paraná, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo, que liderou o movimento por meio de seu Grão-Mestre, Irmão Danilo José Fernandes, após contendas eleitorais e políticas, algumas das quais resolvidas pela justiça profana. Entretanto, como nem todas as Lojas desses estados seguiram os Grãos-Mestres dissidentes e permaneceram no GOB, passou-se a ter as três potências em quase todos os estados da federação. Hoje a COMAB se encontra, além dos já citados, nos seguintes estados: Pernambuco, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Alagoas, Piauí, Bahia, Pará, Amapá e Goiás.


OS RITOS
Rito Adonhiramita – Criado a partir da polêmica ritualística em torno de Hiram Habif, teve grande adesão no seu início, mas acabou tendo sua pratica atenuada no mundo, porém permanece sendo bastante executado no Brasil.

Rito Brasileiro – Criado em 1914 pelo Grão-Mestre do GOB, Irmão Lauro Sodré. Passou vários anos “adormecido”, tendo sua implantação definitiva no GOB em 19 de março de 1968 pelo Decreto Nr 2080 assinado pelo Grão-Mestre Álvaro Palmeira. É hoje o segundo Rito mais praticado no Brasil.

Rito de Emulação (York) – Praticado desde a época dos “Antigos de York”, antes da união entre os “Antigos” e os “Modernos” que deu origem a Grande Loja Unida da Inglaterra, em 1717. Hoje é o Rito mais praticado no mundo.

Rito Escocês Antigo e Aceito – Foi criado na França, a partir da década de 1650, pelos nobres escoceses que junto com seus regimentos, e regimentos irlandeses, acompanharam Henriqueta de França ao exílio naquele país, após seu marido, Carlos I – Rei da Inglaterra, Escócia e Irlanda, ter sido decapitado por ordem de Cromwell, líder da Guerra Civil Inglesa. Porém, só se consolidou na segunda metade do século XVIII com a criação dos Altos Graus.

Rito Francês ou Moderno – Foi criado em 1761 para padronizar diversas práticas ritualísticas maçônicas presentes naquela época na França. Teve rápida expansão na Europa e foi o primeiro Rito adotado pelo GOB quando da sua fundação.

Rito Schroeder – Criado em 1801 por Friedrich Ludwig Schröeder durante a reforma da Maçonaria Alemã, se expandiu rapidamente naquele país, e em outros, por Irmãos em sua maioria de origem germânica. Dos Ritos praticados no Brasil é o único que trabalha apenas nos graus simbólicos.

O sonho utópico de muitos Irmãos é que a Maçonaria fosse dirigida por uma única Potência e quiçá, possuísse um único Rito. Entretanto, a Maçonaria é Universal. Lembrando o significado da palavra UNIVERSO, temos o “UNO DIVERSIFICADO”, mais especificamente, o Uno, Grande Arquiteto do Universo, se manifestando pelas infinitas formas que compõe o Cosmos. Portanto, tão natural quanto a existência das diferentes raças humanas, que são absolutamente iguais em todos os aspectos, é a existência das Potências e a prática dos diferentes Ritos na Maçonaria.

O que importa, verdadeiramente, é a honrosa manutenção dos Tratados de Amizade e Mútuo Reconhecimento, e sua virtuosa ampliação, para que os Irmãos, independentemente de Obediência ou Rito possam exercer o que preconiza o 14º Landmark da Ordem, que garante o “inquestionável direito de visitar e tomar assento em qualquer Loja”, uma vez que estejam Ativos e Regulares, de acordo com os critérios de cada Potência. Assim, teremos uma Maçonaria harmônica e coesa, cumprindo nossos tradicionais ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade, e preparada para novas conquistas, ou seja, recuperar seu poder estratégico capaz de proporcionar novos avanços ao Brasil, superando os antigos obstáculos colonialistas ainda presentes em nossa sociedade e vencendo os desafios que se apresentam nesse início de milênio.


Luis Arino da Silva, M.'.M.'.
Loja Pioneiros de Brasília 2288 / Loja de Pesquisas Maçônicas do GODF 3994, Brasília - Brasil

 

Notas:
1)
Existem, ainda, Lojas Distritais diretamente jurisdicionadas pela Grande Loja Unida da Inglaterra: 01 em Minas Gerais, 02 no Rio de Janeiro e 07 em São Paulo, todas praticando o Rito de Emulação.
2) Foi utilizado como exemplo o Distrito Federal por possuir em sítio eletrônico as informações acessíveis das Lojas das três Obediências.
 

BIBLIOGRAFIA