Para que o Portal possa funcionar corretamente, instalamos pontualmente no seu computador ou dispositivo móvel pequenos ficheiros denominados cookies ou testemunhos de conexão.

PRECE

Votos de utilizador:  / 31
FracoBom 
AddThis Social Bookmark Button

E assim correm os dias... deparamo-nos com as mais diversas informações, soluções, falta de opções etc...

Ora nos sentimos alegres, ora frustrados, entretanto, continuamos nossa luta pela sobrevivência, pelo progresso intelectual, financeiro e, não raramente, esquecemos até mesmo do que somos e passamos a agir quase que sem regras, ou pior, criando as nossas próprias, sem nos preocuparmos se estamos ou não agindo de forma coerente.

Temos sempre a razão ao nosso lado. Afinal de contas, para que ponderarmos? Somos imbatíveis, donos de pequenas e frágeis verdades que não passam, muitas vezes, de meras divagações.

Esta é a vida para a qual fomos, desde crianças, incentivados a praticar: lutar, conquistar, melhorar, adquirir, trocar, mandar, esquecer, decidir quando se deve perdoar, interromper... mas, apesar deste comportamento que nos incutiram como verdadeiro, não raramente somos surpreendidos por alguns limites, fora do nosso controle, que nem sempre são negociáveis.

Quando as pequenas ou grandes avalanches aparecem, sempre ficamos perplexos e nunca somos merecedores de tamanhas agruras. Somos apenas e tão somente vítimas do tão decantado destino.

Num determinado momento, de inspiração ímpar, somos convidados a nos tornarmos Maçons.

Sem nada, ou com muito pouco conhecimento, enveredamos por um novo caminho, certos de que estamos fazendo algo que principia com a reforma íntima, se alastra de maneira incontida para todos os cantos por onde quer que passemos, somos acolhidos e chamados, a partir de então, de irmãos.

Oh! Grande Arquiteto do Universo,
Faça que minhas decisões, meus dias, meus pensamentos,
Sejam os exatos reflexos dos seus ensinamentos,
E eu possa, assim, caminhar com integridade...

Quando fizer algo em favor dos outros,
Que meu nome seja simplesmente, como os demais, citado,
Sendo em tempo algum, jamais exaltado,
Pois, apenas estarei cumprindo minha obrigação de Maçom.

Grande Arquiteto do Universo,
Fazei com que eu não me sinta inebriado por nada,
Que minhas palavras brotem do fundo do coração,
E não sejam, simples arranjos de letras fabricados em meu cérebro e transmitidos,
apenas para causar comoção!!!

Não permita que meu ego aprenda a conjugar somente a primeira pessoa do singular,
Incute em meu ser, o sentido do “nós”!!!
E que minhas ações sejam corretas e se difundam, brandamente,
Por intermédio da minha voz.

Se um dia detiver o poder em minha vida profana,
Que seja ele manso, digno, algo que não se ufana,
Posto que é efêmero!

Que eu não imponha regras quando ajudar a um irmão,
Pois deverei fazê-lo com carinho, desprendimento, empolgação,
Não permita que eu aprenda a julgar...

Ensina-me a perdoar,
A não guardar ódio em meu coração,
Pois se assim não for, serei apenas mais um na multidão.

Sentimentos como a cobiça e a vaidade,
Afaste-os do meu caminho.
Pois, caso contrário, é certo que um dia estarei sozinho.

E assim, quando o limite máximo me for imposto,
Que a serenidade esteja presente em meu rosto,
Que a alegria do dever cumprido se faça presente.
Ai então, os amigos haverão de lembrar que pela repetição dos meus atos,
Colecionei e emoldurei todos os fatos,
Se não fiz melhor, ao menos tentei.

Não importa quem eu seja,
Aprendiz, companheiro, mestre ou venerável,
Devo trazer o rosto sempre afável,
Pois esta é a verdadeira razão...

Gestos, sinais, simbologias,
Para dar sentido às nossas vidas, muitas vezes, vazias.
É por isso que nos reunimos...

Para tratarmos de assuntos que enlevam o espírito,
Para polirmos nossas imensas pedras brutas,
Para vivermos em paz, para vencermos nossas lutas...

Combater o despotismo, a tirania, os vícios humanos,
Referimo-nos aos de fora como profanos,
E muitas vezes, cometemos as mesmas e velhas falhas!!!

Grande Arquiteto,
Obrigado pela oportunidade que eu tive,
Obrigado pelos irmãos que ganhei,
E, especialmente, por esta vida que passei!!!

Se outra oportunidade me fosse dada,
Se outra vida pudesse ser vivida,
Se tivesse a opção de escolher,
Seria eu novamente um membro dessa loja,
Onde se aplicam normas de consciência e retidão,
E assim, teria eu novamente a chance de poder dizer,
Que fui um verdadeiro Maçom!!!


Milton S.'.,

M.'.M.'., A.'.R.'.L.'.S.'. Graal Do Ocidente, São Paulo - Brasil.